Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2009

Alegoria das ferramentas

Imagem
A Alegoria das Ferramentas
Há muito tempo atrás, em uma carpintaria, quando todo o trabalho havia acabado, as ferramentas começaram a conversar entre si. Elas discutiam para saber qual delas era a mais importante para o carpinteiro.
O Sr Martelo começou: Certamente que sou Eu o mais importante para o carpinteiro! Sem mim os movéis não ficaram de pé!, pois eu tenho que martelar os pregos!
O Sr Serrote logo quis dar a sua opinião: Você Sr martelo? Você não pode ser! Seu barulho é horrível! É ensurdecedor ficar ouvindo toc, toc, toc... O mais importante sou Eu! O serrote! Sem mim, como o carpinteiro serra a madeira? Eu sou o melhor!
Não, não, não! Falou a dona Lixa: Eu sim sou a melhor! Se não fosse Eu os movéis não seriam tão lisinhos e perfeitos! Eu sou a mais importante!Ah! mais não é mesmo! disse a dona Plaina: Eu é quem deixo tudo retinho, e tiro as imperfeições da madeira. Eu sim sou a indispensável...Tsc, tsc, tsc...
Nada disso, disse a dona Chave de Fenda: Se não fosse Eu, como o carp…

E.B.F.

Imagem

A menina rica

Imagem

Zé coração

Imagem
Zé Coração

Este é o Zé Coração.Vocês sabem por que ele tem esse nome?É porque o seu rosto tem o formato de coração. Ele é um menino mal humorado, por isso, não tem amigos. (mostrar)
Ele tem olhos tristes (mostrar).
Seus olhos só vêem o defeito dos seus colegas. Ele não acha nada bonito.Para ele, o mundo e a vida são horríveis. Ele não se alegra com nada. Qualquer coisa é motivo de choro.Seus ouvidos são tristes (mostrar).
Ele só gosta de ouvir piadas picantes, indecentes, zombarias e palavrões.Da sua boca, só saem palavrões, mentiras... (mostrar).
Ele fala mal de todos, põe defeito nos colegas... ele é malcriado, responde com desrespeito aos professores, às autoridades. Ele não respeita ninguém.Tic-tac, tic-tac! (mostrar).
Ele não tem tempo para ajudar aos outros. Além disso, ele também só chega atrasado nas aulas.Seus pés, como todo o seu corpo, também é triste (mostrar).
Eles vão a lugares que não agradam a Deus. Eles costumam ser usados para fazer os colegas tropeçarem e para praticarem …

O bom ançião

O BOM ANCIÃO
Recém chegado à cidade, o novo pastor não conhecia quase nenhum dos membros de suas quatro igrejas. Numa rápida passagem pelas congregações, o pastor conheceu apenas alguns anciãos.
Menos de uma semana depois de ter chegado à cidade, ele recebeu em sua casa a inesperada visita do delegado, já por volta das 10 horas da noite.
Preocupado, ele não fazia a mínima idéia do que faria ali o delegado.
Muito desconfiado, abriu a porta e deixou que o homem da lei entrasse.
Com ar muito sério, o delegado perguntou se o seu João era membro da igreja do pastor.
Seu João era nada menos que o ancião espiritual da maior igreja da cidade.
Todo desconsertado, o pastor não sabia o que responder e, meio gaguejando, ele disse: “O seu João…o seu João … bem, ele … freqüenta nossa igreja, sim”.
Depois de responder, ele passou a ouvir atentamente o que disse o delegado.
“Pois fique sabendo, pastor, que aquele homem é uma bênção na nossa rua. Por causa dele muitas pessoas foram convertidas. E hoje vim lhe …

Deus e a laranja

DEUS E A LARANJA
Certo homem que não acreditava em Deus conversava com um jovem cristão a cerca do evangelho, numa manhã de domingo, em uma feira. Por muitas vezes e de várias maneiras, o rapaz tentou convencer o homem que se dizia ateu a receber estudos bíblicos e freqüentar a igreja para depois tirar uma conclusão a respeito da existência de Deus.
Como o homem parecia irredutível em aceitar o apelo do jovem, este descascou uma laranja que tinha nas mãos e começou a chupá-la, enquanto o diálogo continuava.
Em determinado momento, o jovem perguntou ao homem se aquela laranja estava boa.
Com ar de surpreso, ele respondeu com uma outra pergunta: “Como vou saber se a laranja é boa se não
estou provando?”.
Imediatamente o jovem cristão devolveu: “Assim é Deus. Como você saberá se Ele e sua Igreja são bons ou ruins se você não provar primeiro?”
Muitos há nesse mundo que necessitam experimentar o verdadeiro cristianismo e suas bênçãos para poderem dar valor ao que Deus tem reservado para nós.

O homem que não acreditava em Deus

O HOMEM QUE NÃO ACREDITAVA EM DEUS
Certo farmacêutico de uma pequena cidade do interior não acreditava em Deus. Era muito conhecido no lugar e tinha muitos amigos, alguns dos quais eram evangélicos e sempre procuravam falar de Deus e do seu amor para com o ser humano. No entanto, o homem sempre se negava a falar sobre o assunto.
“Falo sobre qualquer coisa, menos sobre Deus, porque não acredito que ele existe”, dizia o homem.
Até que um dia, quando o homem estava fechando seu estabelecimento, algo diferente aconteceu.
Um garoto que ele nunca tinha visto chegou a sua farmácia correndo.
Cansado e quase sem conseguir falar, o menino pediu um remédio para curar um problema de coração da mãe dele.
O menino não tinha dinheiro, mas afirmou que no dia seguinte voltaria à farmácia trazendo o dinheiro.
O farmacêutico passava por problemas financeiros porque as vendas estavam muitos fracas, mas mesmo assim ele acreditou na sinceridade do garoto e o deixou ir com o remédio.
Depois que o menino sumiu na es…
Imagem

Naamã

Imagem